em 09/02/2019 às 13:09

Por MARIA MADALENA NEPOMUCENO SILVA

Em Pacajus - CE

Motivo: Outro

Sou Católica desde o nascimento, de família católica e muito numerosa, mas só aos 45 anos conheci Nossa Senhora. Eu sabia de sua existência, tinha respeito por Ela mas não á amava.Eu não á conhecia. Minha mãe uma mulher de muita fé e fibra, sempre rezava o terço, as vezes dois ou mais por dia. Quando eu estava na casa dela muitas vezes vi minha mãe rezar o Terço mas eu não me aproximava, não rezava com ela. Até que em dezembro de 2017 aos 85 anos minha mãe adoeceu e faleceu em apenas 05 dias (O tempo de um terço como diz minha irmã. Um mistério para cada dia) Lembro que enquanto minha mãe estava doente, muitas vezes pedi a Deus que não a deixasse sofrer pois durante toda sua vida tinha sido uma mulher de fé, humilde e dada a ajudar ao próximo. Lembro também que, pedia a Nossa Senhora que Não a deixasse sozinha, pois ela tinha passado toda sua vida na barra de sua saia. Pedia com com confiança e tinha certeza que ela não partiria em seus dias de grande dor, que foram 03 dias. No quinto dia, cheguei a noite do trabalho para visita-la e estavam rezando o Terço e eu fui rezar também. Lembro que durante o terço eu pedia a Nossa Senhora, olhando para uma imagem sua de Nossa Senhora das Graças que estava na parede: "Não deixe ela só." Foi então que me veio forte na mente e no coração a seguinte palavra: - NÃO SE PREOCUPE, PORQUE CADA AVE-MARIA QUE ELA REZOU AO LONGO DA VIDA, É UM TIJOLINHO QUE ELA COLOCOU NO CAMINHO DELA RUMO AO CÉU." Nesse momento meu coração descansou e eu entendi que minha mãe estava bem acompanhada. Cerca de apenas 40 minutos depois minha mãe faleceu, de forma serena, calma e com um semblante cheio de amor e paz. Foi nesse dia que eu conheci nossa Senhora, seu amor e o grande valor de sua presença na nossa vida. Entendi porque minha mãe sempre estava com o terço na mão rezando suas Ave-Maria. Eu sabia de sua existência, tinha respeito por Ela mas não á amava.Eu não á conhecia. Hoje porém, quanto mais eu á conheço mais a admiro e a amo. Muitas são as graças que já alcancei em apenas 02 anos de convívio e devoção a minha Boa Mãe Maria Santíssima. Sou grata a ela por ter se apresentado a mim aquele dia. Nunca esquecerei aquele momento onde ouvi tão terna voz. Obrigada Mãe Santíssima por todas as graças. Amém.