em 30/06/2020 às 11:27

Por Filho(a) de Deus

Em Paraopeba - MG

Motivo: Experiência de Deus

Bênção Padre, meu nome é Poliana (prefiro assim, de um nome composto escolher aquele que sou menos conhecida em uma cidade tão pequena como a minha), ou apenas Filha de Deus, bem, tanto faz. Fiz o cadastro tornando minha mãe sócia da obra, meu anseio era que ela se tornasse mais comprometida e interessada pelas coisas de Deus, pois era aquele tipo de pessoa que não rezava, e sempre me retrucava, mostrava-se resistente quando eu pedia ou dizia que ela precisava rezar sempre. Depois da trezena do Sagrado Coração de Jesus, e de tanto pedir a Deus, descobri (através dela mesma e do meu pai) que finalmente passou a rezar. No entanto, a graça que eu queria ressaltar mesmo neste testemunho é que através do “Experiência de Deus” conheci o Padre Pio de Pietrelcina, e foi aí que eu finalmente entendi a verdadeira importância dos santos. Bom padre, normalmente tenho sonhos muito significativos, e na maioria das vezes com pequenas revelações, coisas que acabam acontecendo mais tarde . Aquele que foi mais significativo, e impressionante, ocorreu nos prelúdios da adolescência onde apareceu um rapaz muito bonito de cabelos brancos, que mais tarde descobri através de outro padre que era o meu anjo da guarda. Quando o senhor começou a novena de São Pio, e falou sobre a força que ele possui, me interessei bastante, e descobri a grande amizade que ele tinha com o Anjo da guarda dele. Isso me serviu de inspiração para buscar e reforçar os meus laços de amizade com o meu próprio anjinho, descobri que era ela quem me mostrava (e mostra) muitas coisas, inclusive através dos sonhos. Muita gente nem imagina o quanto é poderosa essa amizade, tive a minha fé aumentada, me apaixonei ainda mais por Deus; tenho minhas grandes limitações, minhas misérias e dores, mas ele me ajuda, sempre o busco, é o meu melhor amigo, e procuro rezar, pedir aos anjos da guarda das outras pessoas também. Aprendi com São Pio, que hoje tornou-se minha grande inspiração, a seta que aponta para as riquezas do alto, e é essa a finalidade dos santos, não tomar o lugar de Deus como algumas pessoas dizem, mas levar até ele, são caminhos, meios em que podemos nos inspirar, uma bússola . Às vezes crescemos ouvido aquele certo guitarrista que nos inspirou a aprender a tocar guitarra, ou aquele ator que ama pinturas, e por influência dele passamos a gostar de pinturas também, assim são os santos, por influência deles, da história de vida, passamos a nos inspirar neles, e assim buscar mais a Deus. Obrigada padre, obrigada por sua obra, obrigada por ter nos apresentando São Pio, obrigada ao seu anjinho da guarda e obrigada principalmente por estar sendo a ponte de muita gente (inclusive minha), o senhor é uma das setas que por pura graça, amor, ação de Deus tem nos inspirado, levando até ele.