em 11/07/2019 às 16:05

Por Camila Santiago de Paula Leal

Em Brasília - DF

Motivo: Outro

Querido Padre Reginaldo, a sua bênção! Aqui escreve a Camila de Brasília. Sou associada da obra Evangelizar, com muito a amor e também vendo os produtos que evangelizam. Meu marido Luis e eu estivemos com o Senhor na peregrinação de Pentecostes em Roma e na Terra Santa deste ano e eu gostaria de dar um testemunho sobre uma graça alcançada. Durante o passeio de barco no mar da Galileia, o senhor nos mandou jogar fora algo que não queríamos mais carregar conosco. Pensei no meu pânico de dirigir e o lancei para as profundezas, conforme o senhor falou. Ao sair do barco, pegamos um pouco da água do mar da Galileia e a trouxemos para casa. Ao retornar da viagem, contratei um instrutor especialista em habilitados que não dirigem e iniciei as aulas. As 3 primeiras aulas foram terríveis porque eu tinha muito medo e estava para desistir quando lembrei da água, peguei-a e com ela me benzi, dizendo: Senhor, salva-me! como disse Pedro ao afundar por causa de sua pouca fé, quando andou sobre aquelas águas com Jesus. Neste período o senhor começou a novena de São Bento no programa Experiência de Deus e eu estava usando no pescoço uma pequena chave com a medalha de São Bento, que comprei em Roma. Comecei a suplicar a São Bento que intercedesse por mim ao Divino Coração de Jesus para me tirar aquele medo e me abrir aquela porta. Na quarta aula, percebi que o medo que eu sentia não era apenas de dirigir, mas também de errar e de ser corrigida pelo professor e vi que aquilo era causado pelo meu ego, pelo meu perfeccionismo e pela minha soberba e que eu precisava ser humilde e me permitir errar, obedecer aos comandos do professor e confiar que Deus agiria em minha fraqueza. Hoje, dia 11 de julho - Dia de São Bento, louvo ao Senhor porque estou conseguindo dirigir tranquilamente, até estou gostando e considero esta uma grande graça pois tirei minha carteira de motorista em 2003 e a renovei mas nunca dirigi e como vivo sozinha com meu esposo em Brasília, precisava dirigir para ajudá-lo. Obrigada meu amado Jesus! Obrigada minha Nossa Senhora! Obrigada São Bento! e obrigada, Padre Reginaldo. Graça recebida é graça testemunhada. TOCA O SINO, SACRISTÃO!!