Haiti recebe comitiva do Brasil para batismo do Hospital Zilda Arns

05/06/2017 às 11:54

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Viagem da Dra. Zilda ao Haiti (2010)
Foto: Acervo do Museu da Vida

Sete anos depois de um dos terremotos que mais devastou o Haiti, país mais pobre da América, e vitimou a Dra. Zilda Arns Neumann, uma delegação brasileira embarca para aquele país para celebrar os resultados já conquistados por meio de um projeto de cooperação internacional. Brasil, Cuba e Haiti se uniram e, em resposta à tragédia, veio o sentimento de solidariedade e a partilha de conhecimento e investimentos.

A viagem, que acontece de 19 a 23 de junho, tem três objetivos: acompanhar a execução do plano de manutenção dos três Hospitais Comunitários de Referência, construídos e mantidos no âmbito do projeto de cooperação internacional em saúde no Haiti, em Bon Repos, Beudet e Carrefour, região metropolitana da capital Porto Príncipe; formalizar o projeto do Fundo de Reconstrução do Haiti para a Saúde nas Linhas de Urgência e Emergência e Manutenção dos Hospitais Comunitários e do Instituto de Reabilitação do Haiti; e batizar o Hospital de Bon Repos como Hospital Comunitário de Referência Dra. Zilda Arns.

Participarão das atividades autoridades e técnicos dos Ministérios da Saúde do Brasil, do Haiti, de Cuba; do Ministério das Relações Exteriores; das Nações Unidas; da Pastoral da Criança do Brasil e do Haiti. Estarão nesta viagem o ministro da saúde, Ricardo Barros; a vice-governadora do Paraná, Cida Borghetti; o arcebispo de Maringá e presidente do Conselho Diretor da Pastoral da Criança, Dom Anuar Battisti, representando também o cardeal Sergio da Rocha, presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB); e o filho da Dra. Zilda e coordenador da Pastoral da Criança Internacional, Dr. Nelson Arns Neumann.

Cooperação internacional
Após o terremoto que levou a vida de centenas de milhares de pessoas no Haiti, em 2010, o governo brasileiro empreendeu medidas imediatas de cooperação humanitária e aprovou crédito extraordinário correspondente, na época, a mais de 70 milhões de dólares para a execução de projetos na área da saúde no Haiti.

Em março de 2010, foi assinado um Memorando de Entendimento entre Brasil, Cuba e Haiti, a fim de desenvolver ações para o fortalecimento da autoridade sanitária haitiana. Essa parceria exitosa resultou, entre outras iniciativas, na construção de três hospitais nas regiões de Bon Repos, Bedeut e Carrefour, na construção de três depósitos para armazenagem de vacinas, na formação de profissionais de saúde e na reforma de laboratórios públicos.

Saiba mais: Pastoral da Criança no Haiti – uma história de superação e esperança

Cerimônia de batismo do Hospital Dra. Zilda Arns

Como símbolo da cooperação bilateral e dos laços de amizade que unem estes países, o Ministério da Saúde brasileiro realizou proposta, gentilmente aceita pelo governo haitiano, de nomear o atual Hospital Bon Repos, construído e mantido com recursos brasileiros, com o nome da fundadora da Pastoral da Criança – cujos feitos em prol da vida das crianças lhe renderam três indicações para o prêmio Nobel.

O hospital já está funcionando, dia e noite, atendendo uma média de 200 pessoas por dia. No dia 23 de junho, será reinaugurado, com a cerimônia de batismo como Hospital Comunitário de Referência Dra. Zilda Arns.

Além da delegação brasileira, estarão presentes as seguintes autoridades: Jovenal Moese, presidente da República no Haiti; Marie Gréta Roy Clement, Ministra da Saúde do Haiti; Fernando de Melo Vidal, embaixador do Brasil no Haiti; Ricardo Garcia Nopoles, embaixador de Cuba no Haiti; e Roberto Morales Ojeda, Ministro da Saúde de Cuba.

Com Pastoral da Criança

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.